Após fortes chuvas, mãe cava lama em busca da filha mas descobre que a jovem morreu soterrada


“Deus me deu, Deus levou”. Este foi o desabafo de Gizelia Carminate Oliveira, de 36 anos, no Instagram, após receber a confirmação da morte da filha, de 17, na tarde desta quarta-feira (16/2). A mãe, que mora em Juiz de Fora, na Zona da Mata mineira, viajou para Petrópolis, município da Região Serrana do Rio de Janeiro, após as fortes chuvas que atingiram a cidade na terça-feira (15/2).

A adolescente Maria Eduarda Carminate de Carvalho morava no Morro da Oficina, um dos locais mais devastados pela tempestade. Na manhã desta quarta, em ato de desespero diante dos escombros, a mãe pegou uma enxada para remover a lama e tentar encontrar Maria Eduarda.

A confirmação da morte, no entanto, veio horas depois. Ao portal G1, a mãe disse que o corpo da filha foi encontrado no sofá. Ela estava abraçada à madrinha dela, Tânia, e sua neta, uma bebê de apenas 1 ano. “Com o coração despedaçado, comunico o falecimento da minha filha”, escreveu Gizelia ao utilizar a função Stories da rede social. “Te amarei eternamente. Você levou metade de mim. Luto eterno minha princesa”, disse a mãe em outra publicação.

Estado de Minas
Postagem Anterior Próxima Postagem