Ceará vai aplicar quarta dose da vacina contra Covid em imunossuprimidos: veja quem se encaixa no grupo


O início da vacinação da quarta dose da vacina contra Covid-19 para imunossuprimidos foi aprovada nesta sexta-feira (18), no Ceará. Com isto, a Secretaria da Saúde (Sesa) elencou quais são os grupos que se encaixam nessa etapa da imunização.

Conforme a Sesa, de acordo com a 12ª edição do Plano Nacional de Operacionalização, entende-se por pessoas com alto grau de imunossupressão (imunocomprometidos) quem se encaixa nos seguintes critérios:
  • Imunodeficiência primária grave
  • Quimioterapia para câncer
  • Transplantados de órgão sólido ou de células-tronco hematopoiéticas (TCTH) uso de drogas imunossupressoras
  • Pessoas vivendo com HIV/AIDS
  • Uso de corticoides em doses ≥ 20 mg/dia de prednisona, ou equivalente, por ≥14 dias
  • Uso de drogas modificadoras da resposta imune
  • Auto inflamatórias, doenças intestinais inflamatórias
  • Pacientes em hemodiálise
  • Pacientes com doenças imunomediadas inflamatórias crônicas.

Quarta dose no Ceará
A aplicação da quarta dose foi aprovada para imunossuprimidos acima de 12 anos, em reunião da Comissão Intergestores Bipartite do Estado do Ceará (CIB/CE). A quarta dose para pessoas de 12 a 17 anos foi autorizada pelo Ministério da Saúde no último dia 9. Para os maiores de 18 anos, até 59 anos de idade, a liberação aconteceu em dezembro do ano passado.

A vice-diretora da CIB/CE, Sayonara Cidade, informou que o estado vai utilizar as vacinas da Pfizer/BioNTech para esta etapa da imunização. Sayonara disse ainda que não há previsão para a discussão da quarta dose para idosos no estado. Anteriormente, a Sesa informou que o reforço da imunização deste público seria discutido na reunião da CIB/CE desta sexta-feira, mas não houve nenhuma decisão.

A Sesa já havia informado que, conforme orientação do Ministério da Saúde, o único grupo prioritário para esta etapa da imunização seria os imunossuprimidos. No Ceará, atualmente, recebem a dose de reforço (D3) todas as pessoas acima de 12 anos. Crianças entre 5 e 11 anos estão sendo agendados para a primeira dose.

Doses suficientes
A Sesa informou que, apesar de haver doses em alguns municípios para iniciar esse esquema, não há registro de aplicação da quarta dose ainda e, quando houver, será informado nas planilhas do vacinômetro. "Para a dose de reforço (ou quarta dose), o MS não realizou distribuição específica para essa dose do esquema. No entanto, as demais doses recebidas pelo Estado e distribuídas aos municípios são suficientes para o início desta estratégia nos municípios", complementa a secretaria.

O órgão estadual disse ainda que, a partir da publicação da Nota Técnica 65/2021 SECOVID, na qual o MS adota a administração de uma dose de reforço para todos os imunocomprometidos que receberam três doses do esquema primário há quatro meses ou mais, o Ceará segue as mesmas recomendações para os 184 municípios.

G1 CE
Postagem Anterior Próxima Postagem