Criança de Varjota que foi atacada por pitbull recebe alta em São Gonçalo


Depois de 25 dias de internação, a criança, de um ano e 11 meses, atacada por um cachorro da raça pitbull em Niterói, recebeu alta nesta sexta-feira (11) do Hospital Estadual Alberto Torres (Heat), em São Gonçalo. Acompanhada da avó e da mãe, Ana Karen Oliveira Ximenes deixou a unidade junto às bonecas que ganhou da equipe de médicos e de enfermagem.

Ana Karen chegou ao Centro de Trauma do Heat em estado grave, no dia 16 de janeiro, transferida da emergência do Hospital Estadual Azevedo Lima, no Fonseca, em Niterói. A criança foi avaliada pelo cirurgião geral, neurocirurgião, ortopedista, cirurgião plástico e cirurgião bucomaxilofacial, que identificaram, após uma série de exames, fratura e perda de parte da mandíbula e cortes profundos em toda região do rosto e pescoço. 

Leia também

Em estado grave, foi imediatamente estabilizada e operada. Na semana passada, Ana Karen passou pelo primeiro procedimento cirúrgico reparador. A intervenção feita pela equipe da bucomaxilofacial retirou um dente deslocado durante a mordida do animal e que estava infeccionado e gerando comprometimento  ainda maior na região posterior da mandíbula.

Segundo a direção do hospital, a menina continuará sendo atendida pelo ambulatório de pós operatório do Heat, onde realizará novos exames de imagens e clínicos para que a equipe médica identifique os próximos procedimentos. 

A mãe da pequena, a dona de casa Eudenis de Oliveira Sampaio, agradeceu a Deus e aos profissionais do hospital pela recuperacão da filha e lembrou do ataque. "Foi tudo muito rápido. Meu filho de três anos quem fez o alerta enquanto eu estava na cozinha. O cachorro não largava a minha filha. Foi desesperador. Eu só pedia a Deus para não deixar ele matá-la". 

Depois de resgatar a filha, Eudenis deu banho na menina e viu a gravidade dos ferimentos. "Ela estava mole e muito ensanguentada.  Comecei a gritar pedindo ajuda. Mas quero esquecer este momento e agradecer de novo a Deus e a toda equipe do Hospital que salvou a minha filha", garantiu a dona de casa.

Enfoco
Postagem Anterior Próxima Postagem