Desemprego no Ceará cai em dezembro; renda de trabalho no país atinge mínima histórica


A taxa de desemprego no Ceará recuou no quarto trimestre de 2021 e chegou 11,1%, a mesma da média nacional, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística divulgados nesta quinta-feira (24). Na pesquisa anterior, o Ceará tinha taxa de desocupação 12,4%. "Embora o cenário tenha melhorado em 2021, o patamar pré-Covid ainda não foi recuperado", destacou o IBGE.

Os dados fazem parte da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad). No levantamento anterior, referente ao trimestre encerrado em setembro, a taxa de desemprego no país estava em 11,6%, atingindo 12,4 milhões de pessoas.

Ocupação cresce, mas renda segue encolhendo
A população ocupada cresceu 3% frente aos três meses anteriores, para 95,7 milhões de pessoas. Na comparação com o mesmo trimestre de 2020, a alta foi de 9,8% (8,5 milhões a mais de pessoas). Com o crescimento, o nível de ocupação chegou a 55,6%.

Apesar da queda do desemprego, o rendimento real habitual caiu 3,6% frente ao trimestre anterior e 10,7% em relação a igual trimestre de 2020, para R$ 2.447 – o menor rendimento da série histórica do IBGE. A média anual foi de R$ 2.587, queda de 7% para 2020 (ou, menos R$ 195).

G1 CE
Postagem Anterior Próxima Postagem