Ex-assessor da Saúde é preso suspeito de estuprar jovem de 18 anos

 

O ex-assessor do antigo ministro da Saúde Eduardo Pazuello, Airton Cascavel, foi preso nesta terça-feira (8/2) em Boa Vista (RR). O empresário é suspeito de estuprar uma jovem de 18 anos que trabalhava como cuidadora da mãe dele, em Joinville (SC).

A 1ª Vara Criminal de Justiça de Santa Catarina expediu o mandato de prisão preventiva, e a polícia civil do estado conduz o inquérito policial. O crime teria ocorrido na casa da mãe de Airton.

O executivo teria participado de agendas públicas e reuniões administrativas com Pazuello, exercendo influência sobre decisões da pasta. Após a informalidade vir à tona, o ex-ministro o nomeou como assessor especial, cargo ocupado de junho de 2020 a março de 2021.

Acusado de estuprar a neta

Não é a primeira vez que o ex-assessor está envolvido em crimes sexuais. Ele é réu por suspeita de estupro de vulnerável contra a própria neta de 3 anos. A denúncia foi aceita pelo Ministério Público em setembro de 2021.

De acordo com o boletim de ocorrência registrado pela mãe da criança no dia 14 de setembro, a menina de apenas 3 anos foi visitar o pai na casa do avô nos dias 12 e 13 de setembro e, ao voltar para casa, teria se queixado de dor na região íntima.

Segundo ela, Cascavel já foi acusado pelo mesmo crime em outros dois casos, num deles chegou a ser denunciado na Assembleia Legislativa de Roraima (Ale-RR) pelo deputado Renan (Republicanos). De acordo com a ocorrência, Airton Cascavel teria lambido a boca de outra criança, a qual relatou o episódio.

Metrópoles

Postagem Anterior Próxima Postagem