Garoto é agredido por segurança do Burger King após pedir comida

 

Um garoto de 12 anos foi agredido por um segurança do Burger King, na zona sul de São Paulo. A criança relatou que foi agredida porque pedia comida e sobras na porta da lanchonete na última terça-feira (15/2).

“Eu estava lá no trevo tentando arrumar um lanche pra eu e meus amigos comer”, afirmou o menino em entrevista à TV Globo.

O garoto foi atacado pelo segurança pouco depois de receber um copo de refrigerante de uma cliente que deixava o local.

“Eu entrei. Aí ela foi e me deu um copo. Aí eu falei tá bom. Aí na hora que eu fui encher, ele pegou o copo de mim e deixou lá no lixo. Daí quando fui correr, ele me deu uma cintada”, contou o menino, que mostrou as marcas da cintada em suas costas.

Lesão corporal

Um outro jovem, que estava com o garoto, reagiu às agressões e atacou o segurança. Parte da briga foi filmada e circulou em vídeo por redes sociais. O segurança caiu no chão e aparece no vídeo tomando chutes.

O caso foi registrado na Delegacia do Sacomã como lesão corporal. A mãe do garoto soube da agressão depois que o vídeo circulou pelas redes sociais. Ela avalia que o segurança foi racista, pelo fato do menino ser negro.

Procurado pelo Metrópoles, o Burger King informou que encerrou o contrato com a empresa responsável pelo segurança terceirizado.

“O Burger King reforça que repudia qualquer ato de violência. A empresa informa que encerrou o contrato com a empresa de serviço terceirizado responsável pela segurança, e que segue apurando o caso para tomar as demais medidas cabíveis”, informou a empresa em nota.

Metrópoles

Postagem Anterior Próxima Postagem