Globo erra Pix de R$ 318 mil, homem compra casa e caso vai à Justiça


A Globo cometeu um erro caro e inusitado. A emissora errou os dados ao fazer um Pix e depositou R$ 318 mil na conta de um homem. O problema é que a pessoa que recebeu, ao notar que o dinheiro estava em sua conta, correu para comprar uma casa. A confusão foi parar na Justiça, já que a empresa tenta reaver o valor.

A situação aconteceu no final de 2021, em 27 de dezembro. O dinheiro era para ser enviado após um acordo trabalhista, mediante uma decisão judicial. No entanto, o setor responsável pelo pagamento alegou que um lapso fez com que um funcionário da emissora errasse os dados e mandasse o montante para Marcos Antônio Rodrigues dos Santos, que não tinha nada a ver com a história.

Marcos imaginou que havia recebido alguma promoção e acreditou que o dinheiro era seu por dinheiro. No início de 2022, ele deu entrada em uma casa própria. Porém, poucos dias depois, a emissora entrou em contato com ele pedindo a devolução do dinheiro. Com a informação de que essa opção não era possível, a Globo deu entrada na Justiça.

De acordo com o Notícias da TV, que teve acesso aos documentos que correm na 3ª Vara Cível do Rio De Janeiro, o processo está parado. A Globo disse que a causa vale R$ 1 mil reais e, no entendimento do magistrado juiz Luís Felipe Negrão, esse valor não corresponde com a realidade.

“Ora, se há um alegado indébito de R$ 318.600,40, o valor da causa não pode ser R$ 1.000. Assim sendo, sem prejuízo de eventual aditamento subsequente, remete o autor sua petição inicial de tutela antecedente, no prazo de 10 dias, adequando-a aos requisitos expostos na presente decisão”, sentenciou o juiz.  A emissora não comentou o caso. 
Postagem Anterior Próxima Postagem