Loja de shopping fecha e deixa cliente 'preso', no Ceará


Um cliente ficou preso em uma loja de departamentos de um shopping em Fortaleza, na noite desta quarta-feira (2). O estabelecimento fechou depois do expediente, ficou vazio e ele não conseguiu sair. O arquiteto Raphael Malheiros, 31 anos, afirmou que olhava o preço de um produto quando decidiu ir embora e se deparou com as portas fechadas. A situação inusitada foi registrada em vídeo pelo próprio cliente que, depois do susto, se divertiu com o que aconteceu.

"Comecei a rodar a loja e não tinha ninguém. Comecei a me desesperar, mandei mensagem para um amigo meu e não achei ninguém. Voltei no portão para ver se tinha alguma alternativa [...] comecei a gritar, perguntar se tinha alguém [na loja] e nada de ninguém me responder. Já estava pensando em dormir lá", contou o arquiteto

Em nota, a Tok&Stok pediu desculpas ao consumidor pelo ocorrido e afirma que a empresa apura o caso internamente. "...a unidade Tok&Stok do shopping Rio Mar segue o protocolo padrão de encerramento de atividades praticado em todas as unidades pelo Brasil", disse a empresa.

O cliente contou ao g1 que foi jantar no shopping, como costuma fazer todas as noites, e quando terminou, decidiu ir à Tok&Stok. Ele sabia que já estava tarde, mas acreditava que em poucos minutos conseguiria checar o preço das mesas e, depois, ir embora.

Já estava tarde, mas eu pensei: 'ah, vai dar tempo. Em meia hora, num instante, eu vejo essas mesas lá'. Aí eu fui. Entrei na loja e comecei a ver as mesas. Passa o tempo, um áudio no som da loja: 'as atividades de venda estão encerrando'. Aí como eu vi que estava encerrando, eu pensei: 'ah, deve ter gente no caixa ainda lá. Vou só olhar o preço de uma mesa num instante e vou embora'. Foi coisa de uns dois minutos no máximo, não foi muito tempo. Quando eu fui para a entrada, o portão estava fechado", relatou Malheiros, aos risos.

Saída da loja
Malheiros conta que encontrou um elevador na loja, desceu e foi parar no estoque do estabelecimento. Lá, mesmo com todas as luzes apagadas, ele avistou um funcionário saindo. "Avistei um cara saindo por uma porta de vidro e quando eu corri o cara se assustou. Ele disse: 'meu Deus, tu ainda estava lá na loja? Cara, eu sou a última pessoa a sair daqui e já estava indo embora. Tu ia ficar preso aí'", relatou o arquiteto.

G1 CE
Postagem Anterior Próxima Postagem