Moro ignora Ciro e foca em Lula e Bolsonaro em visita ao Ceará: "os reais adversários"


No primeiro dia de agenda no Ceará como pré-candidato à presidência, o ex-ministro e ex-juiz Sergio Moro (Podemos) decidiu ignorar o pré-candidato Ciro Gomes, com quem divide espaço na terceira posição das pesquisas eleitorais, e mirou artilharia em Lula e Bolsonaro. Moro desembarcou no município de Juazeiro do Norte, neste domingo (6), acompanhado do senador cearense e líder do Podemos no Ceará, Eduardo Girão.  

Na viagem, Moro foi questionado sobre não aceitar debater com ex-governador cearense, Ciro Gomes, que vem convocando o pré-candidato, pelas redes sociais, ao debate. "Os reais adversários são Lula e Bolsonaro. Queremos romper essa polarização", disse o ex-juiz. Assim que chegou na cidade, Moro também foi presenteado com um busto do Padre Cícero das mãos do prefeito Gledson Bezerra (Podemos).

Durante visita no Cariri, Moro também criticou a postura do governador Camilo Santana (PT) durante o motim da Polícia Militar no Ceará, em 2020. “Foi uma greve ilegal. Havia uma reclamação, mas a greve não podia ocorrer. Viemos atender a população para que o Governo do Estado pudesse negociar, o que acho que não foi bem feito, porque gerou um desapontamento das forças policiais, o que refletiu nos índices de criminalidade em 2020 e 2021”, argumentou. 

Moro também foi ao horto, importante ponto turístico, e fez a tradicional "três voltas no cajado de Padre Cícero". O pré-candidato pelo Podemos tem agenda até terça-feira (9), à noite, no Ceará. O ex-juiz passará por Fortaleza, onde lançará um livro sobre combate à corrupção, na terça-feira (8). Buscando o eleitorado, ele lançará ainda uma carta de compromisso com os evangélicos. Antes mesmo de chegar ao Estado, o pré-candidato já fez acenos aos eleitores cearenses, recebendo camisas oficiais de Ceará e Fortaleza.

Opinião CE
Postagem Anterior Próxima Postagem