Pais antivacina atrasam cirurgia para filho não receber sangue de vacinados contra Covid


Os pais antivacina de um menino italiano que precisa fazer uma cirurgia no coração entraram na Justiça para solicitar que, durante o procedimento, a criança não receba sangue de doadores vacinados contra a Covid-19. As informações são do jornal italiano Gazzetta di Modena.

O menino, que não teve o nome e a idade revelada, está internado no hospital Sant'Orsola, em Bolonha, na Itália. A família informou que não aceitaria que o sangue doado para uso no procedimento fosse de pessoas vacinadas contra a Covid-19.

O hospital, em parceria com o centro de transfusão de sangue, alertou que a situação do menino é grave e o processo de doação segue protocolos seguros. Após o hospital se recusar a cumprir a vontade dos pais, eles procuraram um advogado e o caso foi à Justiça.

O diretor do Centro Nacional de Sangue da Itália, Vincenzo De Angelis, disse à agência de notícias italiana ANSA que a escolha do sangue tem critérios rigorosos e o pedido da família não tem base científica.

“A escolha do sangue está ligada a critérios precisos de compatibilidade e não a caprichos. Usar [o sangue] de pessoas não vacinadas não tem base científica porque a vacina não é 'transmitida' com a transfusão", explica Angelis.
Postagem Anterior Próxima Postagem