Polícia apreende armas e munição em lava a jato usado como 'tribunal do crime' no Ceará


Após uma denúncia anônima de que um tribunal do crime reunia criminosos em um lava jato abandonado no Bairro Sapiranga, em Fortaleza, a Polícia Militar apreendeu na noite desta terça-feira (22) três pistolas, 180 cartuchos, pasta base para cocaína, munição e uma farda do exército. Ninguém foi preso.

A polícia afirmou que o "tribunal do crime" era um espaço onde os criminosos faziam "acertos de contas". “Assim, eles determinam se o suspeito deve ser morto ou não, podendo ser desde um membro da própria facção, como alguém da organização", afirmou o sargento Joelson, do BPRaio.

No local os agentes foram recebidos com disparos de armas de fogo. Após troca de tiros, os suspeitos conseguiram fugir. Os policiais entraram no local e encontraram armas e munição. Uma das armas tinha uma pintura em alusão a uma facção criminosa atuante na capital.

"Chegando ao local no lava a jato abandonado, alguns indivíduos próximos iniciaram os disparos contra a nossa equipe. Nós conseguimos controlar a situação. Em seguida, no próprio lava a jato, fizemos pequenas escavações até a localização de todo o material. Achamos três pistolas, uma sendo importada de nove milímetros com características de pintura em alusão a uma facção criminosa, 180 cartuchos, pasta base para cocaína, munição de 380, farda do exército, dentre outros utensílios", afirmou

Todo material apreendido foi encaminhado para o 13º Distrito Policial, no Bairro Cidade dos Funcionários. As investigações continuam com objetivo de prender os suspeitos.

G1 CE
Postagem Anterior Próxima Postagem