Tempo de casamento cai e número de divórcios cresce no Ceará, aponta IBGE

 

Os casamentos estão durando menos, e os divórcios estão mais frequentes entre os casais cearenses, segundo uma pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgada nesta sexta-feira (18).

Conforme o órgão, em 2010, o tempo médio entre a data do casamento e a data da sentença ou escritura do divórcio era de 16,6 anos. Em 2020, essa duração caiu para 13,9 anos, cerca de três anos a menos.

Ainda segundo o estudo, os homens se divorciam em idades mais avançadas que as mulheres. Em 2020, na data do divórcio, os homens tinham, em média, 42 anos, enquanto a média das mulheres era de 39 anos.

Divórcios

A pesquisa apurou também que a proporção dos divórcios concedidos em 1ª instância reduziu se comparado à proporção dos divórcios por escrituras extrajudiciais. A queda foi de 79,6% para 73,6% entre 2019 e 2020.

Em 2007, com a Lei 11.441, tabelionatos de notas passaram a realizar escrituras de divórcios extrajudiciais, de natureza consensual, que não envolvessem filhos menores ou incapazes.

Entre 2010 e 2020, houve estabilidade da proporção de divórcios concedidos em 1ª instância entre casais que possuíam somente filhos menores de idade, passando de 45,7% para 45,3% do total.

Já o número de divórcios dos casais sem filhos teve um aumento, de 22,8% para 27,8%. Houve também redução nos divórcios de casais que tinham somente filhos maiores de idade (de 22,2% para 19,2%) e dos que tinham filhos maiores e menores de idade (9,3% para 6,8%).

G1 CE


Postagem Anterior Próxima Postagem