Após operação, Prefeitura de Hidrolândia afirma que está cooperando com a Justiça e que confia no trabalho sério e honesto


A Prefeitura de Hidrolândia enviou nota na tarde desta terça-feira (22), se pronunciando acerca da operação Laranja Mecânica, do Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), que cumpriu 21 mandados de busca e apreensão relacionados a fraudes em contratações do executivo local.

O Paço Municipal e a casa da prefeita Iris Martins foram alguns dos locais onde as ordens judiciais foram cumpridas, além de empresas locais e residências de empresários, servidores públicos, secretários e ex-secretários municipais.

No texto, a administração afirma que "está cooperando com a Justiça, colocando à disposição todas as informações requeridas" e reforça ter "plena convicção do trabalho sério e honesto que esta gestão tem realizado ao longo destes 6 anos".

Confira na íntegra

A Prefeitura Municipal de Hidrolândia vem, por meio desta nota, informar a toda população, que na manhã desta terça-feira, dia 22 de março de 2022, recebeu a visita, no paço da prefeitura municipal, de uma equipe da Polícia Civil, acompanhada de promotores e assessores da PROCAP, para cumprimento de mandado de busca e apreensão, além do cumprimento de decisão interlocutória do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará. 

Visto que o horário da chegada dessa equipe aconteceu antes do início do expediente das diversas secretarias, quando se tomou ciência, imediatamente foram enviados servidores aos diversos departamentos e colocados à inteira disposição para prestar informações e apresentar toda a documentação requerida.

Salientamos que toda a documentação requerida foi entregue, de forma imediata e em tempo recorde devido ao município já possuir, desde 2017, todas de forma digitalizada. 

Confiamos na justiça, assim como temos plena convicção do trabalho sério e honesto que esta gestão tem realizado ao longo destes 6 anos. Reiteramos que estaremos sempre à disposição do Poder Judiciário para dirimir quaisquer dúvidas acerca dos atos praticados por esta administração.

O procedimento investigatório apura a utilização de identidades “laranjas” por parentes da prefeita para a realização de contratações no Município de Hidrolândia. A investigação apontou que uma das empresas envolvidas, nomeada de Jairo Luiz Gomes Martins-ME, criada logo após as eleições municipais em 2016, pertence, na realidade, a Antonio Arnóbio Protasio, cunhado da gestora de Hidrolândia. A apuração também revelou que a identidade utilizada como “laranja” se trata, na verdade, da de um funcionário da empresa Auto Peças São José, comandada por Arnóbio Protásio.
Postagem Anterior Próxima Postagem