Cearense economiza R$ 600 por mês ao trocar carro por bicicleta


Após os vários aumentos no preço do litro da gasolina, o técnico em mecânica Josewell Bernardo, 26 anos, trocou o carro pela bicicleta para ir ao trabalho de duas a quatro vezes por semana. Antes, ele usava o carro diariamente, mas fez os cálculos e percebeu que seria vantajoso investir na bicicleta.

O percurso diário dele é de cerca de 12 km, do Conjunto Industrial, em Maracanaú, na Região Metropolitana de Fortaleza, para o Aeroporto de Fortaleza, onde ele atua como mecânico.

A Petrobras anunciou, na última quinta-feira (10), reajustes nos preços de gasolina e diesel após quase dois meses de valores congelados nas refinarias. Desde a sexta-feira (11), o preço médio de venda da gasolina para as distribuidoras passou de R$ 3,25 para R$ 3,86 por litro, o que significa um aumento de 18,8%. Para o diesel, o preço médio passou de R$ 3,61 para R$ 4,51 por litro, uma alta de 24,9%.

"Já tem alguns meses que eu tô indo de bicicleta, antes eu estava indo de carro todos os dias e isso se deve mais pelo fato do constante aumento da gasolina, preço do combustível. Eu fiz alguns cálculos e tomei essa decisão de ser mais vantajoso, até a própria conta fecha, de ser bem mais vantajoso utilizar a bicicleta (sic)", conta.

Josewell conta que, mesmo indo de duas a quatro vezes por semana de bicicleta ao trabalho, ele consegue economizar em torno de R$ 600. Mas caso o preço do litro da gasolina continue aumentando, ele pensa em deixar o carro de vez em casa e sair para trabalhar, todos os dias, de bicicleta. O carro ficaria para atender alguma possível emergência.

"Fiz uma estimativa de em torno de R$ 600 reais que eu consigo economizar por mês, isso indo de duas a quatro vezes por semana de bicicleta [...] eu tinha dois colegas que moravam certamente próximos da minha casa, um deles ia de carro pra minha casa e de lá a gente saía (sic)", relata.

G1 CE

Postagem Anterior Próxima Postagem