Dois policiais militares do Ceará são investigados após preso sob escolta conseguir fugir de hospital

 

Dois policiais militares são investigados após um preso, que estava sob escolta policial, fugir do Frotinha da Parangaba. A fuga aconteceu em 2019, no entanto, a sindicância para apurar a conduta dos agentes de segurança só foi divulgada no Diário Oficial do Estado desta quarta-feira, 2.

Um dos policiais teria informado que ele e o outro PM estavam escalados na escolta do preso David da Silva Cavalcante. Por volta das 5 horas, um dos soldados foi ao banheiro e quando voltou foi informado pelo outro soldado que o detento havia se soltado das algemas e fugido. O PM não conseguiu alcançá-lo.

Uma assistente social do hospital disse, como consta no documento publicado no DOE, que o preso estava perto da rouparia e que e que fugiu por volta das 3 horas. O policiamento não estava no local, conforme a profissional.

De acordo com o documento da sindicância, os militares não tomaram os devidos cuidados do detento e que houve negligência. O promotor de Justiça Militar apresentou denúncia-crime, que foi aceita pelo juiz de Direito da Auditoria Militar do Estado do Ceará.

David estava preso após trocar tiros com policiais e foi socorrido por estar baleado. Posteriormente ele foi recapturado suspeito de tráfico de drogas.  

O povo

Postagem Anterior Próxima Postagem