EEEP Monsenhor Luís Ximenes: Após denúncia de alimentação precária, Seduc e Crede 7 realizam reunião para ouvir alunos e pais


Representantes da Secretaria de Educação do Ceará (Seduc), da Crede 7 e da empresa Nerval Alimentos LTDA estiveram reunidos nesta quinta-feira (10) juntamente com a direção da EEEP Monsenhor Luís Ximenes, alunos e pais para apuração da denúncia feita pelo A Voz de Santa Quitéria sobre a precariedade da merenda do colégio.

A reunião aconteceu na escola e teve como objetivo escutar os pais e alunos sobre a atual situação da merenda escolar, que segundo as denúncias recebidas pelo site a qualidade da alimentação oferecida pela escola estaria bastante inferior. Ainda segundo os relatos, alguns alunos passaram mal ou contraíram infecção intestinal após ingerir a comida escolar. Durante a reunião, a empresa terceirizada responsável pela alimentação do colégio também se pronunciou.

Segundo a diretora da EEEP Gisela Araújo, a coordenação de lá já vinha recebendo relatos de alunos sobre a precariedade da alimentação desde fevereiro e as reclamações já tinham sido repassadas a empresa terceirizada responsável pela alimentação do colégio. Ainda de acordo com ela, “não houve nenhuma negligência, nenhuma omissão por parte da gestão da escola”.

Gisela ainda se comprometeu a buscar sempre a melhoria da alimentação da escola. “Vamos continuar ouvindo os estudantes, porque eles são os principais clientes da alimentação e queremos que essa alimentação realmente seja a melhor”, concluiu.

Para Narcélio Bastos, representante da Crede 7, discussões sobre a alimentação das escolas é algo bastante corriqueiro e o acompanhamento deve ser feito diariamente pela própria escola. “Dialogar sobre o que precisa ser melhorado na escola é um diálogo constante, seja sobre alimentação, seja sobre plano de aula, seja sobre organização. São questões que fazem parte da comunidade escolar, são coisas que as soluções sempre são encontradas assim em diálogos internos”, declarou.

Após a denúncia, a Seduc se pronunciou sobre o problema da alimentação relatado pelos alunos e pais. Em nota, assegurou que tomaria as providências necessárias para a solução dos fatos e que fortalecerá a garantia da qualidade da alimentação dos estudantes.
Postagem Anterior Próxima Postagem