PF cumpre mandados contra fraudes e propinas em licitações de livros didáticos no Ceará

 

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta sexta-feira, 11, a operação Livro Oculto, que tem como objetivo instruir inquérito policial para apurar fraudes, exigências e pagamentos de propinas a servidores públicos decorrentes de procedimento de licitação para aquisição de livros didáticos em Beberibe, entre os anos de 2019 e 2020. A ação contou com o apoio da Controladoria Geral da União (CGU).

Setenta policiais federais e dez servidores da CGU cumprem 16 mandados de busca e apreensão expedidos pela 15ª Vara da Justiça Federal em domicílios investigados nas cidades de Fortaleza, Caucaia, Maracanaú, Pindoretama, Iguatu e Jucás. As buscas têm como objetivo apreender mídias digitais, aparelhos celulares, bens e documentos.

Com investigações que tiveram início em junho de 2020, o trabalho conjunto da PF e CGU identificou indícios de esquema criminoso envolvendo pagamento de propina a servidores públicos, empresas de fachada, sobrepreço, superfaturamento dos bens licitados e lavagem de dinheiro decorrente de desvios de recursos públicos federais em licitações para aquisição de livros didáticos.

Apurou-se também que os investigados atuam em outros processos licitatórios no Estado do Ceará, já tendo sido indiciados em outros inquéritos policiais por crimes similares.

As investigações continuam com a análise do material apreendido na operação policial e do fluxo financeiro dos suspeitos. Os investigados poderão responder pelos crimes de lavagem de dinheiro, fraudes em licitações, associação criminosa, corrupção ativa e passiva.
O povo

Postagem Anterior Próxima Postagem