Santa Quitéria registrou mais de 150 casos da “virose da mosca” em fevereiro


O período chuvoso no Ceará acontece nos primeiros meses do ano, o que favorece o surgimento de algumas doenças ligadas diretamente a este período, como a Doença Diarreica Aguda (DDA) ou Gastroenterite Aguda, sendo a maioria dos casos relacionados a “virose da mosca”.

Em Santa Quitéria, o número de casos da “virose da mosca” teve um aumento no primeiro trimestre, sobretudo em fevereiro, que registrou cerca de 160 casos, maior índice em 2022. Mas a tendência de aumento da virose foi registrado em todo o Estado do Ceará, que contabilizou mais de 28 mil casos só nas primeiras sete semanas do ano, segundo dados da Secretária de Saúde do Estado (Sesa).

Mesmo conhecida popularmente como “virose da mosca”, nem todos os casos são oriundos da transmissão através do inseto. De acordo com a coordenadora da Secretaria de Saúde de Santa Quitéria, Denise Tavares, “não podemos apenas culpabilizar o mosquito, como também é uma doença que vem relacionada com a contaminação dos alimentos e a má higienização dos alimentos”.

Como se prevenir da “Virose da Mosca”
Como o período chuvoso é propício para o aumento da proliferação das moscas é importante que não se deva deixar os alimentos expostos em locais na qual o inseto possa ter contato. Denise Tavares, afirma que “fazer a higienização correta, lavagem das mãos e a limpeza dos alimentos”, são ações cruciais para prevenir a virose.

Sintomas e tratamentos
Segundo a coordenadora, os casos são medidos dentro do Plano A ao C, sendo o Plano A, os casos mais leves, enquanto os casos do Plano C, os mais graves, com desidratação maior do paciente. Os sintomas mais comuns são:
  • Náusea;
  • Vômito;
  • Cólica abdominal;
  • Febre com duração média de 3 à 5 dias;
  • Diarreia constante.

Já o tratamento da virose é feito com base na reidratação, administração de analgésicos e repouso dos pacientes. Em caso do surgimento de algum desses sintomas, o paciente pode procurar uma unidade de saúde para que possa ser acompanhado por um profissional da saúde.
Postagem Anterior Próxima Postagem