Servidores federais do Ceará são alvo de operação contra fraudes em concursos

 

Operação da Polícia Civil do Distrito Federal (DF) contra fraudes em concursos cumpre mandados no Ceará, Minas Gerais, Goiás e no DF. Nesta fase da operação, que teve início ainda em 2016, são cumpridos 25 mandados de busca e apreensão nesta quinta-feira, 24, em residência de servidores de cinco órgãos federais, que teriam ingressado no serviço público em certames entre 2015 e 2017. 

Os materiais apreendidos deverão subsidiar as investigações em curso. Conforme a Polícia Civil do DF, as três primeiras fases da operação prendeu membros envolvidos com a "máfia dos concursos", incluindo um funcionário de banca examinadora. As fases seguintes têm o objetivo de identificar servidores que conseguiram ingressar por meio das fraudes.

Desde 2016, 70 servidores foram indicados, entre membros da "máfia" e servidores que compraram vagas. Os alvos da operação desta quinta foram servidores dos órgãos:

  • Instituto Nacional do Seguro Social (INSS)
  • Agência Nacional de Transportes Aquaviários (ANTAQ)
  • Ministério Público da União (MPU)
  • Defensoria Pública da União (DPU) 
  • Ministério das Cidades   

Os envolvidos, caso sejam indicados, poderão responder pelos crimes de fraude a certame de interesse púbico, organização criminosa, falsificação de documento público e corrupção ativa.

O povo
Postagem Anterior Próxima Postagem