Sisu convoca inscritos na lista de espera a partir dessa quinta-feira (10)


Inscritos na lista de espera do Sistema de Seleção Unificado (Sisu) 2022.1 podem conferir os resultados a partir dessa quinta-feira (10). A divulgação dos selecionados para cursos de graduação é feita pela instituição a qual o estudante optou no período regular de inscrição do Sisu. Nesta chamada, as universidades vinculadas ao programa utilizam a listagem para preencher vagas que não foram ocupadas na chamada regular, cujo prazo de matrícula encerrou na última terça-feira (8).

Como as convocações são feitas pelas instituições de ensino, os estudantes devem ficar atentos aos dias, horários e locais de atendimento definidos por cada instituição, divulgados em seus próprios editais.

Neste semestre, os 10 cursos com maior oferta de vagas são: Pedagogia, Administração, Ciências Biológicas, Matemática, Direito, Química, Física, Agronomia, Interdisciplinar em Ciência e Tecnologia e Engenharia Civil. Para participar desta edição do Sisu, o candidato precisa ter feito o Enem 2021, obtido nota superior a zero na prova de redação, e não ter participado na condição de treineiro.

Nessa edição do Sisu, houve queda no número de inscrições. No total, 1.054.474 de pessoas se inscreveram no Sisu para o primeiro semestre de 2022, de acordo com o Ministério da Educação. O número é 15,64% menor do que o registrado na seleção para o primeiro semestre de 2021, quando foram contabilizados 1.250.095 inscritos. Ao todo, segundo o MEC, 206.835 candidatos foram aprovados na chamada regular e os candidatos que não foram aprovados têm, agora, a chance de tentar mais uma vez por meio da lista de espera.

Quem não conseguir ser contemplado com uma das vagas do Sisu pode continuar com o sonho de estudar, através de bolsas de estudo disponibilizadas por programas de inclusão educacional de iniciativas privadas, como o Educa Mais Brasil. O programa oferece bolsas para todas as modalidades de ensino, incluindo graduação, com até 70% de desconto para cursos presenciais e a distância, em parceria com milhares de instituições de ensino de todo o país. As inscrições podem ser feitas ao longo de todo o ano e não precisa de nota do Enem ou comprovante de renda. Por não se tratar de financiamento e, sim, de bolsa de estudo, após o término do curso não é preciso pagar nada.
Postagem Anterior Próxima Postagem