Cantora gospel é suspeita de aplicar golpes em esquema de pirâmide


Uma cantora gospel é suspeita de ter aplicado golpes por meio de um esquema de pirâmide. O caso foi revelado pelo portal g1.

Isabela Cristi Gomes Barros tem uma plataforma de investimentos no estilo pirâmide. Os golpes eram aplicados na Região Metropolitana de Belo Horizonte. As denúncias foram feitas por Larissa Dias Ribeiro, que trabalhou com Isabela por quase dois anos.

“De três em três meses ela dava um 'surto' de abrir uma coisa nova. Do nada, ela quis abrir uma loja no shopping, depois desistiu e quis vender roupa on-line. Mas, do nada, ela parava. O forte dela mesmo era a I&D Investimentos, as outras empresas eram mais de fachada”, conta.

Isabela teve uma linha de cosméticos, também vendeu roupas de grife e o sonho dela era ficar famosa como cantora gospel.

Ao g1, Larissa contou que trabalhou com Isabela em 2020 e 2021 e, no final do ano, foi dispensada e informada de que não receberia salário. Então, ela entrou na justiça contra a empresária.

Nas redes sociais, a cantora se apresenta como Izabela Cristy. Ela tem 28 anos e é casada com David Robson de Barros, com quem tem uma filha. O marido também é dono da plataforma de investimento.

Segundo o g1, as vítimas dos golpes do casal contam que Isabela e David se apresentam como traders – profissionais do mercado financeiro que fazem transações diárias na bolsa de valores, de compra e venda. A promessa era que os clientes receberiam um valor maior que o aplicado em poucos meses. Um homem, que preferiu não se identificar, investiu R$ 150 mil no esquema e acabou sem nada.

Outra vítima aplicou R$ 23 mil. Ela relatou ao portal que recebeu valores referentes ao investimento. “Eu fui recebendo R$ 1 mil, R$ 1,8 mil, R$ 2,5 mil, então eu fui tendo credibilidade na I&D Investimentos. Aí fui chamando mais pessoas, muitos, eu passei ‘carão’ porque muitos falaram, ‘isso é pirâmide’”, contou. Ela chamou cerca de 80 pessoas para entrarem no negócio. Em um grupo de vítimas nas redes sociais, são pelo menos 300 pessoas prejudicadas pelo esquema.

Ao mesmo tempo, Isabela ostentava nas redes sociais uma vida de luxo, com viagens para Maldivas e Dubai.

A Polícia Civil informou ao g1 que abriu um inquérito na delegacia de Lagoa Santa para investigar Isabela Cristi pelo crime de estelionato. David Robson não está sendo investigado.

À TV Globo, Isabela afirmou que a empresa de investimentos está passando por uma auditoria interna para verificar os pagamentos. Ela chegou a dizer que foi roubada por ex-funcionários. Segundo Isabela, ela está sofrendo ameaçadas e chantagens e, junto com o marido, diz estar sendo vítima de uma campanha de difamação.

Yahoo
Postagem Anterior Próxima Postagem