Ciro é hostilizado e discute com apoiadores de Bolsonaro em festa agropecuária

Foto: reprodução

O pré-candidato a presidente da República Ciro Gomes (PDT) foi hostilizado bateu boca com apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (PL) na tarde desta quinta-feira (28), em uma festa agropecuária em Ribeirão Preto, São Paulo.

Em vídeos divulgados por bolsonaristas nas redes sociais é possível ouvir os gritos de “Mito”, usado por apoiadores para se referirem ao chefe do Executivo, e “Bolsonaro” enquanto Ciro Gomes se desloca por um dos espaços do evento.

Em um determinado momento, um homem se aproxima do presidenciável do PDT com um celular e tenta provocá-lo. O rapaz acabou sendo afastado por um assessor do pedetista. Após passar pelos expositores da feira, Ciro concedeu uma entrevista coletiva e comentou a confusão, chamando os apoiadores de Bolsonaro de “nazistinhas”. “Não teve bate boca. Meia dúzia de nazistinha [gritaram] ‘Nordestino, cearense, vai embora, Bolsonaro, mito’. E eu digo: ‘Ladrão da rachadinha’. Só isso”.

Ciro Gomes se pronunciou através do Twitter - Foto: reprodução

No Twitter, Ciro Gomes usou a conta pessoal para publicar uma nota de esclarecimento. Nela, o político diz ter agido com veemência após ser insultado e ter sofrido tentativas de agressão física por parte de apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (PL).

“Ciro Gomes visitava a maior feira de tecnologia agrícola da América Latina, a Agrishow, em Ribeirão Preto, quando foi insultado e sofreu tentativas de agressão física por militantes bolsonaristas.

GCMais
Postagem Anterior Próxima Postagem