Com registros acima dos 100 mm, forte chuva em Santa Quitéria provoca alagamentos e transtornos em prédios públicos


Um forte temporal que se iniciou a tarde e estendeu pela noite de sexta-feira (22) em Santa Quitéria, causou pontos de alagamento em diversas ruas da cidade, o que gerou transtornos para pessoas e veículos nas vias públicas. As precipitações, que vieram acompanhadas de intensos raios, já podem ser consideradas as maiores do ano. Na sede, pluviômetro da Ematerce marcou 102 milímetros. Ontem, Santa Quitéria estava sob aviso do INMET (Instituto Nacional de Meteorologia), de perigo para chuvas intensas.

A água invadiu casas e comércios nos bairros Boa Vida (ruas Major Euclides Lobo e Professora Sinhá Bezerra), Cinzas e Flores (rua Joaquim Esmerindo Mendes Ferreira). Prédios públicos também foram bastante afetados, como o Hospital Municipal – imagens mostram os funcionários escorrendo a emergência, a área externa e os corredores alagados – e no Parque Ecológico, sede do Instituto de Meio Ambiente – que fica ao lado de um riacho – e também foi inundado.


Na zona rural, registro de muitos açudes de pequeno e médio porte sangrando, com chuvas acima de 100 mm. Um deles, o da fazenda Itu (CE 257, sentido Canindé, próximo a PRE) transbordou e lavou a pista. No momento, passava uma VW Amarok, de cor branca, que seguia viagem para Ipu e acabou aquaplanando e desceu um aterro. Com a ajuda de populares e dos policiais, o veículo foi retirado e seguiu seu destino.


O rio Jacurutu também aumentou bastante o seu volume e chegou a interditar o acesso para o bairro Flores, inclusive uma van que se arriscou passar pelo local teve problemas ao atravessar e precisou de ajuda. Neste sábado (23), o açude Caio Prado amanheceu vertendo com toda força, assim como o Zé Lobo (15) que já estava desde o início da semana. Acredita-se também que o açude Edson Queiroz, principal reservatório do município, tenha ganhado um grande aporte nas últimas horas.

Os dados oficiais da Funceme ainda não foram informados e serão atualizados assim que publicados. 

A previsão do órgão até domingo (24) é de mais chuvas de moderada a forte para a região Centro-Norte, por conta da proximidade da Zona de Convergência Intertropical (Zcit). 
Postagem Anterior Próxima Postagem