Em um ano, 67 pessoas são presas por furto de energia no Ceará


Sessenta e sete pessoas foram presas e outras 261 encaminhadas para responder pelo crime de furto de energia no Ceará em 2021, segundo dados divulgados nesta terça-feira (5) pela Enel Distribuição Ceará. Segundo a Enel, foram realizadas mais de 268 mil inspeções no estado. A partir disso, conforme a Enel, foram encontradas 78.784 casos de "gato", ligações clandestinas de energia para burlar a cobrança da conta de luz.

Além de ser crime, com pena prevista de um a oito anos de reclusão, o furto de energia afeta diretamente a qualidade do serviço prestado pela companhia e põe em risco a população, principalmente as pessoas que manipulam a rede elétrica.

Ligações irregulares podem causar curtos-circuitos e sobrecarga na rede elétrica, ocasionando interrupção no fornecimento de energia. Parte dessa energia furtada acaba sendo paga pelos outros consumidores, o que pode impactar a conta daqueles que não cometem o crime.

Denúncia de crime de "gato" na energia podem ser feitas pela Central de Relacionamento: 0800 285 0196 (ligação gratuita, 24 horas) ou pelas redes sociais da empresa.
G1 CE
Postagem Anterior Próxima Postagem