Família quiteriense faz rifa beneficente para arrecadar fundo para despesas de criança com doença rara


Diversas situações podem fazer com que uma pessoa tenha sua rotina totalmente mudada repentinamente, situações relacionadas a saúde estão entre elas. É o caso de pequena Glenda Magalhães e sua família, que precisou mudar de estado para poder ter acesso ao tratamento de uma doença rara.

Desde fevereiro, Glenda, de 10 anos, vem fazendo um tratamento específico após descobrir ser portadora da doença de Crohn, que atinge o sistema digestivo. A quiteriense passou mais de 20 dias indo até o hospital de Santa Quitéria, onde era medicada, mas sem chegar a um diagnóstico preciso, que só veio após exames realizados em São Paulo, onde a família mora desde que receberam o laudo médico.

A doença é classificada como rara e não tem cura, e seu tratamento possui um alto custo. Segundo Gleyce Magalhães, mãe da criança, o tratamento está sendo coberto pelo Sistema Único de Saúde (SUS), mas se o medicamento faltar no Sistema, a família terá que arcar com os custos. “É um remédio muito difícil que eles [equipe médica] estão pedindo emprestado a outro hospital, se faltar eu tenho que ter o dinheiro pra poder arcar com o medicamento”, disse Gleyce.

Como forma de arrecadar dinheiro para os cuidados com a filha, Gleyce e a família estão organizando uma rifa beneficente. De acordo com Dayane Nascimento, tia de Glenda, “a ideia da rifa foi pra gente poder arrecadar dinheiro e estar mandando para a Gleyce. Além do problema da Glenda está internada, e de ela [Gleyce] não poder trabalhar, as despesas são diárias”.

Glenda já ficou internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Universitário de Jundiaí, em São Paulo, duas vezes. Atualmente, já teve alta da UTI, mas segue internada para continuar com o tratamento. O dinheiro arrecadado é investido em produtos de higiene e alimentação da criança, assim como para o deslocamento e moradia de Gleyce para que ela possa estar cuidando da filha.

A família está rifando um bode e um porco e cada ponto custa R$ 10,00. O sorteio acontecerá dia 30 de abril, através de live no perfil Esterlita Freire, no Facebook e no Instagram (@estelitafreire21). Os interessados em comprar a rifa podem entrar em contato com Dayane através do número (85) 99636-6182. O pagamento da rifa pode ser realizado por meio de PIX, usando a chave 85996366182 (telefone), nome Dayane Costa do Nascimento ou pessoalmente aos responsáveis pela rifa.

A família ainda está disponibilizando uma conta bancária para que os interessados em ajudar possam estar fazendo suas doações.
Banco Bradesco 
Conta: 3925 0 0661940 1
Gladstone Magalhães de Sousa
Postagem Anterior Próxima Postagem