Jovem sai de casa para ir à praia e é encontrada morta em matagal, no Ceará


A estudante Victoria Carla Matos Ferreira, de 17 anos, foi encontrada morta nesta segunda-feira (18) em um matagal na Praia da Tabuba, em Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza. A jovem estava desaparecida desde domingo (17), após sair de casa para ir à praia. A polícia investiga o caso.

Segundo uma parente de Victoria Carla, que terá a identidade preservada, a adolescente saiu de casa para ir à praia com uma amiga e o afilhado. Por volta das 19h, ela entrou em contato com a família informando que estava em um ônibus, a caminho de casa. Porém, ela não chegou à residência.

A família registrou um Boletim de Ocorrência sobre o desaparecimento de Victoria na 12ª Delegacia do do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), da Polícia Civil, que investiga casos de desaparecimento. Além disso, várias fotos da jovem foram compartilhadas nas redes sociais para ajudar nas buscas. "Uma amiga viu ela descendo na parada e caminhando em direção de casa, mas ela não chegou e começamos a procurar", disse a parente.

Segundo a familiar, nesta segunda-feira, um dia após o sumiço, a polícia entrou em contato com a família para informar o achado do corpo da adolescente em um matagal próximo à parada de ônibus onde a jovem foi vista pela última vez. "Ontem nós fomos informados pela polícia que ela tinha sido encontrada próximo à parada, em um matagal, ferida a tiro. Ela estava sem os pertences, que ainda não foram encontrados", disse a familiar.

Ainda conforme a parente, Victoria era estudante do ensino médio e fazia curso técnico em Edificações. Ela é a caçula de duas irmãs. "Uma menina estudiosa, de família, que foi mais uma vítima da violência", lamenta a parente.

Investigação
A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) afirma que a morte da adolescente está sendo investigada pela Polícia Civil, por meio do 31º Distrito Policial (DP). Equipes do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), da Polícia Militar (PMCE) e da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) compareceram ao local e fizeram os primeiros levantamentos. Buscas são realizadas na região para elucidar o caso.

G1 CE
Postagem Anterior Próxima Postagem