Mãe é achada morta com foto com o filho na mão; ele é o principal suspeito


Um homem foi preso na terça-feira (29), suspeito de ter matado a própria mãe asfixiada na casa onde os dois moravam, na cidade de Itaocara, no noroeste fluminense. O crime ocorreu no domingo (27). Ao lado do corpo de Rosane Reis de Souza, 51, foi encontrada uma fotografia dela com o filho. Arnon Souza Vincler, 31, disse à polícia que ele mesmo colocou a imagem no local, mas não confessou o assassinato.

Segundo o delegado Carlos Augusto Guimarães da Silva, responsável pelo caso, o crime foi motivado pelo recebimento de um seguro no valor de R$ 10 mil. Com o homem, foram localizadas anotações sobre o que ele teria direito a receber no caso da morte da mãe.

A motivação para o crime seria a ambição do investigado na obtenção dos bens da vítima, conforme bilhete manuscrito encontrado com ele por ocasião da prisão, o que indica a torpeza do crime. Ele prestou ainda depoimentos contraditórios, mas que no conjunto comprovam que somente ele e a mãe estavam na cena do crime

Ainda segundo o delegado, os laudos periciais de local e de necropsia apontaram a causa médica da morte como asfixia mecânica. Arnon foi preso em casa, não ofereceu resistência, nem confessou o crime. Ele foi autuado por homicídio qualificado por motivo torpe (ambição) e pelo emprego de meio cruel (asfixia).

O delegado descreveu ainda que o suspeito apresenta "uma personalidade doentia que somente uma perícia médica poderá esclarecer". Arnon prestou depoimento de forma fria ao falar da morte da mãe, segundo o delegado. Ele ainda não tem defesa constituída. Formado em Farmácia, o suspeito estava afastado do trabalho e recebia benefício do INSS em razão de um acidente de moto.

UOL
Postagem Anterior Próxima Postagem