Motorista de aplicativo denuncia que carro foi atingido por tiro durante abordagem da PM no Ceará


Um motorista de aplicativo afirmou que teve o carro atingido por um tiro durante uma abordagem da Polícia Militar na Lagoa do Opaia, no Bairro Vila União, em Fortaleza, na madrugada desta quarta-feira (27). A polícia fazia uma operação na área após a comunidade ser invadida por um grupo armado. Uma testemunha gravou parte da abordagem ao motorista. 

Segundo o motorista, que preferiu não se identificar, ele pegou um passageiro no Bairro Cais do Porto, com destino à Lagoa do Opaia. Quando estava saindo da casa do cliente, recebeu ordem de parada de policiais militares, que atiraram no veículo.

"Eles correram atrás do carro e atiraram. Abaixei para não ser atingido pelos disparos. Quando o veículo parou desci e os PMs perguntaram o que eu estava fazendo por lá", relata o homem.

Ainda conforme o motorista, os agentes foram truculento e só liberaram ele quando começou um tiroteio na região.

"Na hora, fiquei nervoso, assustado. Nunca tinha visto tanta bala. A gente espera ser protegido [pela polícia], mas acontece isso. Motorista de aplicativo não tem segurança nenhuma. Se eu tivesse morrido iam falar que eu estava envolvido. A abordagem foi truculenta, não souberam agir", disse o motorista.
Em nota, a Polícia Militar afirma que irá apurar as circunstâncias do fato narrado. A vítima registrou um Boletim de Ocorrência no 10º Distrito Policial.

Em nota, a Polícia Militar afirma que irá apurar as circunstâncias do fato narrado. A vítima registrou um Boletim de Ocorrência no 10º Distrito Policial.

G1 CE
Postagem Anterior Próxima Postagem