Para maior parte dos brasileiros, câncer deve ser prioridade para o governo, diz pesquisa


O câncer foi escolhido como a doença que deve ser tratada como prioridade pelo governo por 63% dos brasileiros que participaram da pesquisa Datafolha/Oncoguia. A pesquisa encomendada pelo Instituto Oncoguia e realizada em parceria com o DataFolha ouviu 2.099 pessoas em 151 municípios brasileiros. O estudo apresenta nível de confiança de 95%, com margem de erro de 2 pontos percentuais (para mais ou para menos).

No estudo, os pesquisadores investigaram as percepções dos brasileiros sobre o câncer, a proximidade da doença e a relevância do problema como questão de saúde pública no país.

Quando questionados sobre o que vem à mente diante da palavra câncer, 42% dos brasileiros relataram sentimentos negativos, com muitas menções à palavra morte. Termos como “doença”, “dor”, “medo”, “tristeza” e “sofrimento” são outras que aparecem com maior frequência. As menções a “tratamento” e “cura” foram feitas por apenas 14% e 9% dos entrevistados, respectivamente.

“Esse dado nos mostra o quanto precisamos seguir conscientizando a população sobre prevenção, diagnóstico precoce e tantas novidades no mundo do câncer. Ter câncer não é igual a morrer e isso dependerá de acesso à informação, mas também de acesso a cuidados com a saúde”, afirmou Luciana Holtz, presidente do Instituto Oncoguia, na abertura do evento.

Segundo Luciana, a percepção negativa do câncer pode ser impedir que as pessoas busquem o cuidado e atendimento diante de sintomas.

A pesquisa revela que o câncer está cada vez mais próximo da população. Os resultados apontam que 8 em cada 10 brasileiros já tiveram algum conhecido com a doença e que 4 em cada 10 já tiveram ou têm algum familiar com câncer. Entre os entrevistados, 5% declararam viver com a doença.

CNN
Postagem Anterior Próxima Postagem