Professora é a única cearense a integrar lista do Top 100 de cientistas da Educação da América Latina

 

A pesquisadora e orientadora do Programa de Pós-graduação em Educação da Universidade Estadual do Ceará (PPGE/Uece), professora doutora Sofia Lerche Vieira, é a única representante da instituição e cientista cearense a figurar na lista Latin America Top 100 Education Scientists, ocupando a 74ª posição no ranking. A publicação visa demonstrar reconhecimento internacional da produção científica no campo da Educação.

As colocações da lista são conferidas seguindo o sistema AD Scientific, o qual “mostra os coeficientes de produtividade de cientistas e pesquisadores de todo o mundo com base nos perfis públicos no Google Scholar, tendo como base a produção total, atividade nos últimos cinco anos e número de citações”, conforme a Associação Nacional de Pesquisa em Educação (ANPEd).

Em entrevista ao O POVO, Sofia Lerche conta como recebeu a notícia de ocupar a 74ª posição na Latin America Top 100 Education Scientist em reconhecimento aos seus trabalhos de pesquisa científica em Educação.

“Produzir conhecimento em um país como o Brasil, sobretudo nos últimos anos, é tarefa árdua e desafiante. O reconhecimento, nesse sentido, indica que, apesar das dificuldades, é empreitada possível. Sou grata à Uece, aos meus colegas e alunos, por me possibilitarem essa trajetória. Estou muito feliz”, afirmou.

Professora da Uece há mais de 40 anos e aposentada há dez anos, Sofia Lerche Vieira segue atuando de forma voluntária na pós-graduação, orientando alunos, ministrando disciplinas e desenvolvendo pesquisas que têm contribuído para entender e aperfeiçoar as políticas educacionais do Estado.

Além da conquista de integrar a relação dos 100 cientistas da Educação com produção em maior destaque na América Latina, a nível global, a professora também é a única representante da Uece na lista dos World Top 100 Education Scientists in Brazil 2022, ocupando a posição 48ª posição, o que significa estar classificada entre os 50 maiores cientistas da educação brasileira.

Para Sofia, “a educação tem o poder de transformar vidas e reescrever trajetórias”. Atuando como peça importante na formação de pesquisadores com foco na pós-graduação em programas de Mestrado e Doutorado acadêmico da Uece, a professora compartilha seus desejos para o futuro desses estudantes.

“Anseio que sejam profissionais comprometidos e capazes de contribuir para a melhoria da educação no País, de modo especial, no Ceará. E isso tem acontecido. A pós-graduação em educação tem oferecido grande contribuição à superação de problemas no Ceará. A universidade pública é o lugar por excelência desta transformação”, destacou.

O povo
Postagem Anterior Próxima Postagem