Suspeito de matar companheira a facadas é preso no interior do Ceará


Foi preso preventivamente, na tarde desta sexta-feira (8), o homem suspeito de matar a jovem Erika Cristina Pereira Gomes, 22 anos, em Quiterianópolis, no interior do estado. O criminoso mantinha um relacionamento amoroso com a vítima. Erika foi morta a facadas na casa onde morava na última segunda-feira (4).

A captura ocorreu no município de Tauá. A Polícia Civil passou a investigar o caso logo após o feminicídio. O criminoso já tinha antecedentes criminais por ameaça no contexto de violência doméstica e crime contra a administração pública. Na Delegacia Regional de Tauá, o mandado de prisão preventiva pelo crime de feminicídio foi cumprido. A vítima deixa três filhos.

O crime
A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social informou que equipes da Polícia Militar e da Polícia Civil foram acionadas, mas quando chegaram ao endereço, Erika já estava sem vida. Conforme dados preliminares colhidos pelos policiais, a vítima foi morta por lesões ocasionadas por um objeto perfurocortante. O caso foi registrado na Delegacia Municipal de Quiterianópolis, que realiza as investigações.

Preso por ajudar fuga
Horas após o crime, a polícia prendeu um jovem de 20 anos, sobrinho do companheiro de Erika Cristina, por suspeita de ajudar na fuga do homem. O jovem foi autuado na Delegacia Municipal de Quiterianópolis, por favorecimento pessoal.

G1 CE
Postagem Anterior Próxima Postagem