Um mês após queda de duas mulheres em poço, Defesa Civil fiscaliza cacimbas no interior do Ceará

Foto: Corpo de Bombeiros

Funcionários da Defesa Civil da prefeitura de Juazeiro do Norte, no Ceará, iniciaram há um mês um trabalho de fiscalização de cacimbas nas casas da cidade, logo depois de acidente em que duas mulheres caíram num poço coberto pelo piso da residência e uma delas morreu. Até o momento, 76 residências foram visitadas.

O objetivo da fiscalização é verificar a estrutura das cacimbas e orientar reparos. O ideal é que seja feita com manilhas ou tijolos. No caso da cacimba onde ocorreu o acidente, a tampa tinha sustentação feita com areia, que, com o tempo, foi cedendo.

Nas visitas, os técnicos descobriram que muitas cacimbas foram desativadas, mas, em vez de serem aterradas, acabaram transformadas em fossas, o que pode causar danos ao lençol freático. Sobre isso, a assessoria de imprensa da secretaria municipal de Meio Ambiente e Serviços Públicos informou que o órgão está tomando conhecimento da questão e, logo que possível, vai encaminhar ações necessárias para evitar dano ao meio ambiente.

Entre 76 casas, uma residência foi identificada como de alto risco e foi interditada. Segundo o coordenador da Defesa Civil, uma fossa estava cedendo, prejudicando o piso do banheiro e da cozinha. A família teve que deixar a casa e está sendo procurada por assistentes sociais para receber apoio da secretaria municipal de Desenvolvimento Social e Trabalho.

“Nós estamos fazendo um trabalho de manutenção preventiva, de alerta, para que as pessoas proprietárias de imóveis em Juazeiro do Norte tenham o cuidado de fazer a manutenção preventiva em cacimbas, fossas e até cisternas”, afirma o coordenador da Defesa Civil, Antônio Souza.

Nas visitas, além receber orientações, os proprietários assinam um termo de responsabilidade, demonstrando que estão cientes quanto à importância da prevenção de acidentes.

G1 CE
Postagem Anterior Próxima Postagem