Ao divulgar pesquisa, Roberto Cláudio tenta apressar definição de nome do PDT ao Governo do Estado


A massificação dos números de uma pesquisa de intenção de votos que o coloca como favorito na disputa ao Governo do Estado mostra que o ex-prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, mudou uma histórica estratégia política dos irmãos Ferreira Gomes que nunca, ao longo dos últimos anos, divulgaram sondagens com o objetivo de mostrar mais poder eleitoral de um pré-candidato a caminho das convenções partidárias.

Roberto quebrou essa regra, mas pelas relações com a cúpula do PDT deixa transparecer que não o fez por conta própria e quer, com os números nas ruas, mostrar que, entre os pré-candidatos, apresenta as melhores condições para derrotar a oposição liderada pelo deputado federal e pré-candidato do União Brasil, deputado federal Capitão Wagner.

Oposição unida e apoio de Bolsonaro
Wagner aposta todas as fichas que, se unir a oposição e respaldado pelo presidente Jair Bolsonaro, chegará ao segundo como favorito para assumir, a partir de primeiro de janeiro de 2023, a cadeira hoje ocupada pela Governadora Izolda Cela (PT). Entre os aliados do presidente Bolsonaro, a torcida é para o PDT lançar, justamente, o ex-prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio.

As conversas de bastidores dão indicativo que o hospital de campanha construído no Estádio Presidente Vargas na gestão de RC será um dos maiores trunfos do grupo de oposição. Os aliados do Capitão Wagner falam que irão mostrar que a história do hospital de campanha destinado a acolher vítimas da covid-19 ficou pela metade. Indiferente ao que considera boatos, Roberto Cláudio mantém uma intensa agenda de compromissos em bairros da Capital e em cidades do Interior do Estado e, nesta quarta-feira, percorre as cidades da Região da Ibiapaba.

Apoio de Sarto
Capitaneado pelo sucessor José Sarto (PDT), Roberto une os vereadores da base governista e mantém consolidada a imagem de bom gestor nos diferentes bairros de Fortaleza, enquanto as reuniões no Interior o aproximam mais das lideranças políticas e comunitárias e, também, dos eleitores.

Roberto deixa, com a pesquisa, um recado ao ex-governador Camilo Santana, defensor da candidatura de Izolda Cela. A pesquisa é boa para Roberto, mas gera incômodo ao PT que, a exemplo de Camilo, deseja ver Izolda como candidata e tem, ainda, outro efeito: afasta ainda mais o MDB de uma possível aliança com o PDT e o PT. O ex-prefeito considera, porém, que as dificuldades com a divisão no PT e o distanciamento do MDB serão superadas e que, nessa aliança, estará o PSD que, sob a liderança do ex-governador Domingos Filho, pode fortalecer o desenho de uma chapa que uma a cidade (Roberto Cláudio) e o sertão (Domingos Filho).

Ceará Agora
Postagem Anterior Próxima Postagem