Após críticas de Ciro, PT se reúne com Lula e avalia nomes para disputa pelo Governo do Ceará


Logo após Ciro Gomes (PDT) dizer que o PT no Ceará tem “um lado corrupto”, na última terça-feira, 3, deputados federais do partido se reuniram com o ex-presidente Lula para discutir cenários com candidatura própria da legenda ao Governo do Estado.

Três nomes foram considerados como alternativa caso a aliança com o PDT se desfaça: a ex-prefeita e deputada Luizianne Lins e os também deputados federais José Airton Cirilo e José Guimarães, vice-presidente nacional da sigla.

O encontro com Lula se deu na noite da terça, de forma remota. Dele participaram os três parlamentares citados, apresentados como potenciais candidatos. Durante a conversa, foram analisadas pesquisas internas da sigla que testaram a aceitação do trio na corrida para o Abolição, com apoio de Lula.

Segundo uma fonte petista, Guimarães teria sinalizado, nessa reunião, que pode concorrer ao Governo se a aliança entre PT e PDT acabar diante do que integrantes da legenda consideram como uma “imposição de Ciro” do nome do ex-prefeito Roberto Cláudio como cabeça da chapa governista.

Luizianne e José Airton já haviam se colocado na disputa antes disso, quando o partido sequer havia aprovado resolução pela manutenção da aliança com o PDT e Lula ainda não havia dito que o então governador Camilo Santana (PT) tinha carta branca para conduzir as costuras políticas locais.

A novidade, porém, é a entrada em cena de Guimarães como cotado ao Governo. O petista vem se manifestando de maneira mais incisiva sobre a possibilidade de o PT ter um candidato no Ceará, como fez em entrevista ao jornal “Valor Econômico” e depois nas redes sociais, ao voltar a falar da hipótese de ruptura com o partido de Ciro e Cid Gomes.

O POVO
Postagem Anterior Próxima Postagem