Beneficiários do Auxílio Brasil acham valor insuficiente e dizem que ele não influi no voto

Foto: Hugo Barreto/Metrópoles

Pesquisa do instituto Datafolha divulgada nesta segunda-feira (30) pelo jornal "Folha de S. Paulo" aponta que a maior parte dos beneficiários do Auxílio Brasil considera o valor do benefício insuficiente e diz que o programa não tem impacto no voto para presidente neste ano.

Entre os beneficiários que aprovam o governo do presidente Jair Bolsonaro (PL), a avaliação de que o valor é insuficiente é menor, mas ainda é maioria (56%). Já entre os que reprovam o atual governo, 76% consideram a quantia recebida insuficiente.

O instituto também questionou os beneficiários do Auxílio se o fato de receberem o benefício teria alguma influência no voto deles para presidente neste ano. A maioria (66%) disse que não, enquanto 16% disseram que teria um pouco de influência e 15% disseram que teria muita influência. Outros 3% afirmaram que não sabem.

Na mesma pesquisa, o Datafolha apontou que entre os beneficiários do Auxílio, a aprovação do governo é de 19% e a reprovação de 45%. A média geral, que leva em conta todo o eleitorado, é de 25% de aprovação e de 48% de reprovação.

Além disso, o levantamento também indicou que o ex-presidente Lula tem um dos seus melhores desempenhos entre as pessoas que recebem o benefício (59%), enquanto Bolsonaro tinha 20%.

A pesquisa ouviu 2.556 pessoas entre os dias 25 e 26 de maio em 181 cidades brasileiras. A margem de erro é de dois pontos para mais ou para menos.

G1
Postagem Anterior Próxima Postagem