"É incalculável o prejuízo", diz Izolda Cela sobre litígio entre Ceará e Piauí, após reunião no STF


A governadora Izolda Cela, esteve, nesta terça-feira (10), no Supremo Tribunal Federal (STF), em Brasília, para tratar sobre o litígio territorial entre Ceará e Piauí. Em audiência com a ministra Carmen Lúcia, ela reforçou a defesa para que os cearenses não sejam prejudicados. Para ela, o “prejuízo é incalculável”.

Pude compartilhar com a ministra a nossa visão sobre o que esse litígio apresenta e a nossa firme determinação de fazer a defesa daquilo que nos parece direito legítimo: defender o povo cearense pelo direito de pertencimento ao estado do Ceará. Seria um prejuízo de diversas ordens, muito naquilo que toca as pessoas nas suas raízes. Confiamos no bom senso.

Indagada sobre a possibilidade de ceder parte desse território, Izolda disse que não cabe a ela essa atitude. “Não cabe a mim ceder qualquer parte do estado. Temos defesa firme e tranquila, com suporte da realidade, das evidências. A expectativa é positiva”, disse.

Os municípios cearenses envolvidos na disputa, que podem perder parte do seu território, são: Granja, Viçosa do Ceará, Tianguá, Ubajara, Ibiapina, São Benedito, Carnaubal, Guaraciaba do Norte, Croatá, Ipueiras, Poranga, Ipaporanga e Crateús.

No Piauí, alguns municípios podem ter seus territórios aumentados, sendo eles: Luís Correia, Cocal, Cocal dos Alves, São João da Fronteira, Pedro II, Buriti dos Montes, Piracuruca, São Miguel do Tapuio.

Jornal Jangadeiro
Postagem Anterior Próxima Postagem