Guru espiritual é absolvido de crimes de charlatanismo, curandeirismo violação sexual e lesão corporal, no Ceará


O guru da Comunidade Afago, Pedro Ícaro de Medeiros — conhecido como Ikky —, foi absolvido pela Justiça do Ceará das acusações de charlatanismo, curandeirismo e lesão corporal e violação sexual mediante fraude (que ele teria cometido cinco vezes), contra jovens que participavam da seita, em Fortaleza.

Em outro processo, ele foi condenado a 34 anos de prisão por crimes sexuais contra jovens que frequentavam a comunidade que ele mesmo fundou. O Ministério Público do Ceará (MPCE) recorreu a absolvição recente de Pedro Ícaro.

A Justiça considerou que a fraude empregada pelo acusado foi “grosseira, a ponto de não configurar o crime de importunação sexual mediante fraude, posto que as vítimas eram instruídas, muitas delas universitárias e moradoras da Capital, portanto, possuidoras de discernimento próprio do homem médio”, conforme o órgão ministerial. O MPCE, que fez a denúncia à Justiça, recorreu da decisão, entrando com recurso de apelação. O processo corre em segredo de Justiça e o Tribunal de Justiça do Ceará informou que não pode repassar mais informações.

G1
Postagem Anterior Próxima Postagem