Jovem leva choque de peixe-elétrico em rua alagada e fica com metade do corpo paralisado


Lucas Rocha Oliveira, de 18 anos, foi internado no Hospital Estadual de Laranjal do Jari, após dar entrada no local vítima de um ataque de poraquê, uma das espécies de peixe-elétrico da Amazônia. A informação do acidente e do quadro de saúde foram confirmadas ao g1 pela diretora do hospital a partir de relatos de familiares.

Testemunhas acreditam que o animal surgiu na área urbana devido às fortes chuvas que atingem o município desde março e que causaram o aumento no nível do Rio Jari, o principal da região. Nos últimos dias, a água atingiu uma meta histórica, superando os 3 metros, e alagou a maioria dos bairros de Laranjal do Jari.

O g1 não conseguiu contato com a família da vítima até a publicação desta reportagem. Arailza Martins, diretora do Hospital Estadual de Laranjal do Jari (Helaja), informou que Lucas será encaminhado nesta terça-feira (3) para atendimento neurológico na capital Macapá, distante 265 quilômetros.

Vídeo divulgado nas redes sociais mostra a família levando Lucas em uma canoa até a unidade de atendimento, onde deu entrada na sexta-feira (29). As imagens mostram o menino em estado de choque, com parte do corpo tremendo.

Ainda segundo a diretora do hospital, o quadro é estável, mas o jovem apresenta uma condição chamada de "hemiplegia", uma paralisação que atinge um lado do corpo, impedindo a movimentação dos membros. No caso de Lucas, a região atingida foi o lado esquerdo.

"O quadro dele é estável e por isso ele vai viajar de ambulância. A única preocupação é o agravamento do quadro da hemiplegia, por isso a necessidade da consulta com um especialista em neurologia", explicou. 
Portal G1
Postagem Anterior Próxima Postagem