Líder dos caminhoneiros alerta sobre nova paralisação por conta do aumento do preço do Diesel

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O aumento no valor do litro do Diesel traz transtornos ao governo federal. O motivo é a nova ameaça de paralisação feita por representantes dos caminhoneiros, classe diretamente impactada com a subida de preço do combustível.

Wallace Landim, um dos principais líderes da categoria, cobrou do presidente Jair Bolsonaro (PL) uma posição em relação aos aumentos nos preços dos combustíveis. “Exigimos transparência com relação ao estoque de diesel para o mercado interno. O novo presidente da Petrobras precisa dizer para a categoria se os preços vão parar de subir e se existe risco de desabastecimento”, disse Chorão, como é conhecido, em nota publicada nesta terça-feira, 24.

Risco de desabastecimento
Além da ameaça de paralisação por parte dos caminhoneiros, outro assunto que gera preocupação no Planalto é a possibilidade de desabastecimento do diesel no mercado. Federação Única dos Petroleiros (FUP) informou que o Brasil corre o risco de desabastecimento do combustível no início do segundo semestre deste ano devido ao baixo nível dos estoques mundiais.

“A demanda brasileira pelo produto tende a aumentar a partir de junho/julho próximo do aumento da safra agrícola, da maior circulação de caminhões e da esperada retomada do consumo no período pós-pandemia da covid”, informou a Federação.
Ceará Agora
Postagem Anterior Próxima Postagem