Médica reclama de pacientes que vão ao pronto-socorro de madrugada e é afastada

Foto: Reprodução/Twitter

Uma médica curitibana publicou na rede social Twitter uma série de reclamações contra pacientes que atendeu durante o plantão em um pronto-socorro. Os tuítes viralizaram no último sábado, 21. Após a repercussão, ela foi afastada do cargo pela Prefeitura Municipal de Almirante Tamandaré, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC).

O Conselho Regional de Medicina do Paraná (CRM-PR) informou ao O POVO que abriu uma sindicância nessa segunda-feira, 23, para apurar a conduta da médica. O trâmite ocorre sob sigilo.

Nas publicações, a médica, que atende pelo usuário 'Mari', critica um paciente por ir 1 hora da madrugada ao pronto-socorro para tratar uma infecção urinária.

"Tem que ser muito FILHA DE UMA P*** pra vir 1 da manhã no pronto-socorro por conta de infecção urinária, viu? Não tem outra expressão pra descrever", dizia o tuíte.

Em outra mensagem, ela fala sobre gestantes que vão às Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) para dar à luz. "C******, as gestantes são todas referenciadas em maternidades de porta aberta E VEM PRA UPA QUANDO COMEÇA A PARIR, P**, MULHER, ME DEIXA EM PAZ", disse.

As postagens da médica causaram revolta em internautas que apontaram a falta de ética da mulher.

Em um dos compartilhamentos, um deles questionou: "Mas, então, @a_marilima, por que você fez medicina se não gosta de atender pacientes no plantão? Ah, já sei! no público paga melhor, né?", escreveu.

Outro usuário questionou se a mulher realmente era médica. Após a repercussão dos tuítes, ela deixou conta no Twitter privada.

A médica é contratada por meio de uma empresa terceirizada. De acordo com a Prefeitura de Almirante Tamandaré, ela realizava plantões todas às terças-feiras na UPA de Almirante Tamandaré. 

Prefeitura afasta médica que xingou pacientes no Twitter

Em nota, a Prefeitura de Almirante Tamandaré lamentou o ocorrido e disse que a conduta da médica é diferente das publicações.

"Segundo os colegas, [a médica] sempre atendeu todos os pacientes com muito respeito e simpatia, sem reclamações por parte da população. Não tínhamos conhecimento destas publicações até o momento."

As atividades de atendimento da médica estão suspensas até o esclarecimento do caso. "Se comprovada conduta irresponsável, que fere os princípios éticos do exercício da profissão, a mesma será desligada da equipe de plantonistas", acrescenta a prefeitura.

O povo
Postagem Anterior Próxima Postagem