Mulher é condenada após furar camisinha do parceiro para engravidar e manter relacionamento

O caso aconteceu em Bielefeld, na Alemanha, e foi divulgado na última quinta-feira (5) - Foto: Freepik

Uma alemã identificada como Melanie, de 39 anos, foi condenada pela Justiça após furar camisinhas para tentar engravidar e manter a relação com o parceiro, identificado como Florian, de 42 anos. O caso aconteceu em Bielefeld, na Alemanha, e foi divulgado na última quinta-feira, 5. Além de não conseguir engravidar, ela foi sentenciada a seis meses de prisão em liberdade condicional.

Segundo o portal alemão Bild, a mulher perfurava as embalagens de preservativo que o homem deixava na cabeceira da cama. Em uma das discussões do casal, ela confessou o que tinha feito por uma mensagem. "Eu furei nossas camisinhas. Acho que estou grávida”, revelou.

Melanie mantinha um relacionamento casual com Florian desde o início de 2021 após se conhecerem na internet. Porém, ela queria um relacionamento mais sério, mesmo sabendo que seu parceiro não queria. A alemã queria engravidar para manter o vínculo com o parceiro, mas o plano não funcionou. Após constatar que a mulher não estava grávida, Florian deu queixa sobre o caso e Melanie confessou.

A mulher foi condenada pelo crime de "stealthing", que geralmente é levado em consideração para punir homens que tiram o preservativo sem o consentimento da parceira. O caso se enquadrou em agressão sexual. Apesar da situação, o casal ainda voltou a se relacionar.
O Povo Online
Postagem Anterior Próxima Postagem