Prefeitos e secretários de Saúde alertam sobre falta de medicamentos

Foto: Campo Grande News

A Frente Nacional de Prefeitos (FNP), junto ao Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems), encaminhou, nesta segunda-feira (30/5), ofício ao ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, sobre o risco de desabastecimento de remédios pelo país. A situação já foi reiterada pelo Conasems em dois diferentes ofícios encaminhados à pasta. Estes, porém, ainda não tiveram resposta.

“O desabastecimento nas redes pública e privada já alcança diferentes estados brasileiros. Há falta de antibióticos, antitérmicos, xaropes e antigripais, dentre outros essenciais o que representa um grave risco para a saúde da população”, diz o documento.

As organizações municipalistas solicitam, então, audiência com o ministro para discutir a situação. “Prefeitos e prefeitas da FNP reiteram a dificuldade na aquisição de medicamentos em todas as unidades federativas, o que tem ocasionado até mesmo o adiamento de cirurgias”, continua o ofício.

Já nos documentos encaminhados pelo Conasems, o conselho ressalta a falta de remédios como Dipirona Sódica, Neostigmina, Ocitocina, Aminoglicosídeos (Amiicacina e Gentamicina), Imonuglobulina Humana e solução de Cloreto de Sódio (soro fisiológico).

Metrópoles
Postagem Anterior Próxima Postagem