Repórter Marina Alves comemora em rede social sucesso de transplante de medula doada pela irmã: 'Pegou'


A repórter da TV Verdes Mares Marina Alves anunciou, nesta terça-feira (3), em postagem nas redes sociais, que a medula doada pela irmã "pegou". Marina passou por um transplante de medula óssea no dia 5 de abril após descobrir, aos 32 anos, que tinha uma irmã, enquanto estava à procura de um doador. A expressão "pega da medula" significa que a medula recebida consegue produzir células do sangue.

Na foto postada nas redes sociais nesta terça, Marina aparece segurando uma placa com a frase "a medula pegou". A foto foi tirada no hospital onde Marina permaneceu internada após o transplante. A comemoração teve bolo e balões.

Marina foi diagnosticada em agosto de 2021 com um linfoma, um câncer raro que se origina no sistema linfático. Durante o tratamento, ela passou por várias sessões de quimioterapia e fez campanhas por um doador, raro entre pessoas que não são da família, já que ela acreditava ser filha única.

Quem doou medula para Marina foi a técnica de enfermagem Lumara Sousa. Ela se internou dois dias antes do transplante no mesmo hospital onde Marina estava para realizar o procedimento. Após o transplante, Lumara relatou sobre a coleta do material, que durou dois dias, e disse que "faria tudo novamente" por Marina.


Marina e Lumara se conheceram no hospital enquanto Marina passava pelo tratamento contra o linfoma. "Cada gotinha dessa que entrava nessa bolsa, eu ia agradecendo a Deus por tudo, por cada detalhe, e pelo cuidado dele em nossas vidas! Marina, Deus tem lindos sonhos e planos para as nossas vidas, e vamos viver todos eles, junto da nossa família. E hoje meu coração é só gratidão a Deus por tudo, me falta até palavras nesse momento, porque eu sou sei agradecer! Não desista, não pare de crer, os sonhos de Deus jamais vão morrer! Eu amo você minha irmã", publicou Lumara.

G1 CE
Postagem Anterior Próxima Postagem