Servidores do Detran são afastados por denúncia de corrupção no interior do Ceará


A Justiça de Pentecoste atendeu o pedido do Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) e determinou o afastamento cautelar de dois servidores que desempenham funções públicas no Departamento Estadual de Trânsito (Detran) no município, localizado a 95,8 km de distância de Fortaleza. As duas pessoas afastadas dos cargos são investigadas por corrupção passiva em procedimento de investigação criminal.

A apuração do MPCE revelou que os dois servidores estariam obtendo vantagens financeiras de consumidores atendidos no Detran de Pentecoste. Os dois cobravam valores indevidos dos clientes na venda de placas de veículos. Em vez de eles entregarem os boletos de pagamentos das taxas cobradas pelo Detran, os dois solicitavam diretamente quantias aos consumidores, que eram pagas em espécie.

Nesse momento, os funcionários públicos cobravam o valor da taxa de emplacamento do veículo acrescido de quantia superfaturada referente ao valor da placa, não comercializada pelo órgão. Após os pagamentos, os dois compravam placas de veículos em empresas licenciadas por preço menor do cobrado aos consumidores, e se apropriavam da diferença do valor pago. Tudo no exercício da função pública, lucrando com a venda ilegal superfatura desses produtos.

A decisão foi deferida pelo juiz de Direito da Vara Única da Comarca, Luiz Guilherme Silva, na última quinta-feira, 28.
O Povo Online
Postagem Anterior Próxima Postagem