Três homens são presos por suspeita de envolvimento em mortes em posto de saúde no Ceará

Três pessoas foram mortas a tiros em um posto de saúde localizado na av. Alberto Craveiro, em Fortaleza, na tarde desta quarta-feira, 18 - Foto: Germana Pinheiro/rádio O POVO/CBN

Três homens foram detidos por suspeita de envolvimento na morte a tiros de três pessoas e lesões à bala na tarde desta quarta-feira, 18, no posto de saúde Edmar Fujita, no bairro Dias Macedo, localizado na avenida Alberto Craveiro, em Fortaleza. Conforme nota da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), dois dos homens detidos aparecem em imagens de circuito interno de câmeras do equipamento público e teriam efetuado os disparos.

A ação para as capturas são resultado de uma ação conjunta da Coordenadoria de Inteligência (Coin), da Polícia Civil do Estado do Ceará (PC-CE) e da Polícia Militar do Ceará (PMCE). No momento da publicação desta matéria, a ocorrência seguia em andamento. A identificação dos suspeitos não foi divulgada pela pasta. A notícia das prisões foi divulgada pela governadora Izolda Cela (PDT) em suas redes sociais. “Que paguem na Justiça pelo gravíssimo e inaceitável crime cometido”, enfatizou.

Foram mortos dois homens tornozelados, com dez dias de saída da prisão, com idades de 22 e 31 anos, com antecedentes por homicídio doloso, tráfico de drogas e roubos. A terceira vítima foi um homem de 58 anos de idade, sem antecedentes, que estava na unidade de saúde para consultas. Outras quatro pessoas foram atingidas e socorridas para hospitais de Fortaleza. Nenhuma delas teve sua identificação divulgada. A Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) colheu indícios que auxiliarão nas investigações.

Conforme apurado, um carro branco parou próximo ao posto, e os disparos de arma de fogo foram efetuados contra dois homens que estavam do lado de fora do equipamento de saúde. Um dos homens correu para o interior do posto e o outro para o canteiro da avenida. Alberto Craveiro, onde foi alvejado e morreu no local.

No posto de saúde, os criminosos atiraram contra um homem que seria um dos alvos; ele e outro homem que estava no local, identificado como Francisco Regino, morreram. Segundo informações colhidas no local, Francisco Regino tinha 58 anos e era mestre de obras. Ele foi buscar uma consulta devido a um problema nos rins e iria tomar a terceira dose da Covid-19 no posto de saúde.

O Povo Online
Postagem Anterior Próxima Postagem