Vazamento de gás deixa três funcionários desacordados em estação de metrô no Ceará

Foto: Reprodução/WhatsApp O POVO

Um vazamento de gás na estação de metrô do bairro Benfica, em Fortaleza, deixou três funcionários desacordados na noite desta sexta-feira, 6. O incidente ocorreu enquanto os trabalhadores realizavam serviços preventivos de rotina e drenagem, no subsolo. De acordo com o Corpo de Bombeiros do Ceará (CBM-CE), um detector de substâncias químicas identificou a presença de monóxido de carbono no local.

Segundo a Companhia Cearense de Transportes Metropolitanos (Metrofor), as vítimas trabalham para uma empresa terceirizada que presta serviços de manutenção na rede metroviária da Capital. Os três homens foram socorridos pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o Instituto Doutor José Frota (IJF), onde devem passar por exames. 

O socorro foi acionado por um dos próprios funcionários, quando começou a passar mal. Imagens enviadas ao O POVO mostram a presença de pelo menos quatro ambulâncias nas proximidades da estação e uma grande mobilização de equipes médicas. Conforme a companhia, os trabalhadores receberam assistência ainda no local do incidente. Os três seguem internados. "Dois deles estão bem e um outro segue em avaliação", disse a empresa por meio de nota.

A ocorrência não interferiu no funcionamento da Linha Sul do metrô, que operou dentro da normalidade. Segundo o Metrofor, as causas do vazamento ainda estão sendo apuradas. A companhia disse lamentar o ocorrido e informou estar prestando "total assistência" aos funcionários e às suas respectivas famílias. 

A assessoria de imprensa do IJF foi procurada para informar as atualizações sobre o estado de saúde das vítimas, mas o hospital alegou que não fornece informações de pacientes sem que haja autorização deles ou de seus familiares.

Perigos do monóxido de carbono
Gás com alta concentração de toxinas, o monóxido de carbono é altamente perigoso para seres humanos e animais. Por não possuir cor, sabor ou odor, é conhecido como "assassino invisível". Sua inalação pode causar náuseas, vômitos, dor de cabeça, desmaio e até asfixia, que leva à morte. 

Em pouco tempo de exposição à substância tóxica, o gás é levado aos pulmões rapidamente pela via respiratória. Ao entrar no organismo, o monóxido se espalha pelos vasos sanguíneos e diminui o transporte de oxigênio pelo corpo, causando falta de ar e diminuição da frequência cardíaca. 

A maioria dos incidentes relacionados a vazamento de monóxido de carbono envolve aquecedores a combustível sem manutenção no tempo adequado. No ambiente doméstico, a substância está presente em aparelhos como geradores de energia e churrasqueiras elétricas. 

O Povo Online
Postagem Anterior Próxima Postagem