Vereador de Itatira admite que para entrar na política "tem que gastar e comprar voto"

Foto: Câmara de Itatira

Durante sessão extraordinária realizada nesta sexta-feira, 27 de maio, na Câmara Municipal de Itatira, na Região Centro do Estado, o vereador Antônio Fernando Maciel Roque, o 'Fernando CD', admitiu que não existe santo na política.

A Câmara convocou a sessão para votação das contas dos ex-prefeito Almir Bié, gerando algumas discussões entre aliados e opositores. Fernando CD, que é filiado ao PP, foi enfático ao afirmar que para entrar na política é preciso 'comprar e perseguir o voto do outro'. Ele ainda afirma que se houvessem honestos, estariam no altar como santos.


Em informação prestada à Justiça Eleitoral, o então candidato Fernando CD declarou, em 2020, ter R$ 14 mil em bens, referentes à uma motocicleta Yamaha Factor, no valor de R$ 6 mil, e um veículo Celta, de R$ 8.000,00.

Na sua prestação de contas, o vereador informou ainda que gastou na campanha passada apenas o valor de R$ 310,45, que foram empregados na publicidade por adesivos (R$ 300,00) e encargos financeiros (R$ 10,45). O parlamentar recebeu de doação em sua campanha R$ 320,00.

Ainda conforme o TSE, Fernando disputou eleição em 2012, quando ficou na suplência. Em 2016 foi eleito e reeleito em 2020. Sua ocupação declarada é apenas como vereador.

Quixeramobim Agora
Postagem Anterior Próxima Postagem