Absurdo: Polícia Militar encerra rinha de galo e resgata 100 galos em situação de maus-tratos

Foto: Divulgação/PMCE

Policiais militares da 3ª Companhia do Batalhão de Policiamento de Meio Ambiente (BPMA), da Polícia Militar do Ceará (PMCE), resgataram, nesse sábado (11), 100 galos que eram mantidos em condição de maus tratos, no bairro Piçarra, em Itapajé. No local, os PMs apreenderam agulhas, bicos de ferro, tesouras, esporas, faça, linhas, medicações, seringas e diversos materiais usados para a promoção de rinha de galo. Um homem foi detido e apresentado à delegacia local.

Após receber uma denúncia acerca de maus tratos contra animais naquela localidade, de imediato, a composição foi averiguar o fato. Chegando ao local, os militares observaram uma movimentação de pessoas manejando galos e equipamentos em atitudes suspeitas. Ao confirmarem a veracidade da denúncia, foi solicitado apoio policial. No ambiente, os policiais avistaram cinco indivíduos ao redor de um tambor utilizado para arena de combate das aves.

Diante da quantidade de aves no local, também foi solicitado apoio do Demutran de Itapajé e do secretária de Infraestrutura da Cidade. O suspeito por promover o evento, identificado como José Fabiano Chaves Gomes, 55, apresentou-se como proprietário do local e dos animais.

Foi dada voz de prisão ao suspeito sendo-o conduzido até a Delegacia Regional de Itapipoca, onde foi registrado um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) para investigar o crime ambiental. As aves foram encaminhadas para o Instituto Municipal de Meio Ambiente.

A PMCE ressalta que matar, perseguir, caçar, apanhar, utilizar espécimes da fauna silvestre, nativos ou em rota migratória, sem a devida permissão, licença ou autorização da autoridade competente, ou em desacordo com a obtida, é crime ambiental. A população pode realizar denúncias de crimes ambientais através do número 190.
Postagem Anterior Próxima Postagem