Adolescentes levam bronca por uso de drogas e colocam fogo em escola estadual

Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação

Parte da Escola Estadual Professor Paulo Freire, no bairro Metropolitano, em Ribeirão das Neves, na Grande BH, pegou fogo na madrugada desta terça-feira (14).

O boletim de ocorrência (BO) da Polícia Militar (PM) informa que o incêndio foi criminoso e que no local havia várias pichações com ameaças nas paredes.

No fim da manhã, a polícia já havia conseguido apreender dois adolescentes, de 15 anos, apontados como responsáveis pelo incêndio, após análise de câmeras de segurança. Os adolescentes serão levados para a delegacia de plantão de Ribeirão das Neves.

Segundo a reportagem apurou no local, a escola estava fazendo um trabalho de disciplina e chamou a atenção dos dois por uso de drogas, o que os teria "desagradado".

Muito abalada, a mãe de um dos adolescentes apreendidos contou que, nesta segunda-feira (13), havia sido chamada na escola porque o filho estava usando droga.

A mulher, que preferiu não se identificar, conta que ela e o filho estavam se arrumando para ir ao Conselho Tutelar, quando a polícia chegou à casa deles.

"Nunca que ia imaginar que ele ia fazer esse tipo de coisa", disse.

Destruição no incêndio

Ainda segundo o B.O., os militares do Corpo de Bombeiros precisaram quebrar dois cadeados do portão para terem acesso aos locais onde havia chamas.

O fogo atingiu uma área do bloco 1, uma sala anexa à biblioteca e mais uma ao lado – totalizando três cômodos, que ficaram destruídos e foram isolados. Não houve feridos.

Entre o material destruído pelo incêndio, estão mais de 5 mil livros, 7 computadores desktop, 4 projetores, 1 impressora e mobiliário.

Os bombeiros apagaram as chamas, a perícia da Polícia Civil e a Defesa Civil foram acionadas.

G1
Postagem Anterior Próxima Postagem