Alunos assistem à aula fora da sala após pane em ar-condicionado de escola do Ceará

Foto: Reprodução/TV Verdes Mares

Alunos da Escola Municipal de Ensino Fundamental Francisca Gadelha Pires, na cidade cearense de Horizonte, tiveram que assistirem às aulas fora da sala na manhã desta quarta-feira (15). O motivo, segundo mães de alunos, foi o princípio de incêndio em um ar-condicionado.

A prefeitura de Horizonte afirmou que o aparelho apresentou problemas, e o conserto "será imediatamente providenciado". Na sala onde equipamento teve defeito estudam 18 alunos, que tiveram as aulas no pátio da unidade nesta quarta.

A Secretaria de Educação de Horizonte informou que a diretoria da escola está disponíveis para esclarecer dúvidas aos pais e alunos. A escola atende alunos do 1º ao 9º ano.

Infiltrações e mofo nas salas

Além do problema no ar-condicionado, mães relataram outros problemas existentes na escola, como infiltrações e mofo nas paredes de algumas salas, inclusive no local onde o ar-condicionado apresentou defeito. As mães reclamam que as crianças estão têm sofrido problemas respiratórios como asma e tosse. As próprias professoras também relatam problemas respiratórios.

"Vários alunos e professores com problemas respiratórios já passaram mal. Com esse tempo de chuva, a pintura das paredes de várias salas ficaram se descascando e cheias de mofo. O fedor é forte demais e meu filho afirmou que é difícil ficar na sala", relatou a mãe de um aluno que prefere não se identificar.

Registros feitos pelos estudantes mostram as condições de algumas salas de aula. A tinta do teto das salas também está descascando. "Classe cheia de mofo. Já pediram para consertar, e o pessoal não vem", relatou outra mãe.

Sobre a questão do mofo, a Secretaria de Educação de Horizonte afirmou que tem conhecimento sobre o problema na sala de aula do 5º ano da escola. Segundo a pasta, por se tratar de uma escola antiga e devido ao período chuvoso, houve o aparecimento de umidade, que será resolvido com uma reforma, em julho, mês de férias escolares.

Ainda de acordo com a secretaria, também é estudada a possibilidade da mudança dos alunos para outra sala de forma permanente, o que já foi conversado com os pais.

G1 CE

Postagem Anterior Próxima Postagem